16/08/2018, 08:29

Denise Cursino

Em seminários, UNIFIPA anuncia curso de Farmácia para 2019

Seminário Unifipa

Fonte e foto: Mauro Assi – Assessoria de Imprensa FIPA

Mestrado Profissional e programas de fomento à educação básica também foram anunciados

No IX Seminário de Gestão Educacional e XI Seminário de Autoavaliação Institucional realizado dia 09 de junho último, o Centro Universitário Padre Albino/UNIFIPA anunciou que está previsto para instalação, em 2019, o curso de Farmácia, aumentando para dez os seus cursos de graduação.

Na abertura, o reitor Dr. Nelson Jimenes disse da importância da extensão dentro da graduação, da pesquisa e da autoavaliação. Na sequência, o Prof. Me Cássio Gustavo Santana Gonçalves falou sobre o Pró-Avaliar e apresentou as mudanças nos instrumentos de avaliação do Centro Universitário, seguido do coordenador do Núcleo de Apoio Psicopedagógico e Cultural/NAP, Prof. Me. Joacyr Vargas. O NAP substitui o NAE – Núcleo de Apoio ao Estudante.

O pró-reitor acadêmico e de graduação, Prof. Dr. Antonio Carlos de Araújo, informou sobre o processo de implantação da UNIFIPA no presente e no futuro. Além do curso de Farmácia, informou sobre o curso de pós-graduação Stricto Sensu de Mestrado Profissional em Ensino Multidisciplinar na Saúde no Contexto SUS, que vai oferecer subsídios teórico-conceituais e metodológicos, científicos e pedagógicos aos profissionais que atuam na docência em saúde e no Sistema Único de Saúde (SUS) para que possam desenvolver atividades de educação visando ao aprimoramento das práticas solidárias de atenção e de gestão em saúde e 30 vagas anuais, com duração de dois anos.

O Prof. Antonio Carlos explicou que esse curso deve ter corpo docente permanente/docentes orientadores com no mínimo cinco publicações nos últimos cinco anos em revistas indexadas, de preferência internacionais. O corpo docente da UNIFIPA é formado pelas professoras doutoras Ana Paula Girol, Andréia de Haro Moreno, Adriana Balbina Paschoalato, Giovana Aparecida Gonçalves Vidotti, Larissa Favaro Marchi, Maria Cláudia Parro e Wanessa Silva Garcia Medina.

O pró-reitor também informou que a UNIFIPA foi contemplada com dois programas de fomento à educação básica da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para o curso de Pedagogia: Programa de Residência Pedagógica e Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid). “Pela primeira vez, o Pibid e o Programa de Residência Pedagógica incluíram a participação de instituições de ensino superior privadas”, frisou Prof. Antonio Carlos, acrescentando que para participar do Pibid e do Residência Pedagógica, as instituições privadas precisam ter ao menos um curso de licenciatura vinculado ao Programa Universidade para Todos (Prouni).

Do Programa de Residência Pedagógica, que pretende induzir o aperfeiçoamento do estágio, componente obrigatório nos currículos das licenciaturas, podem participar alunos que estejam na segunda metade do curso; eles recebem bolsas para realizar projetos em escolas públicas. Na Residência Pedagógica, os futuros professores exercem a regência de classe. Já o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) concede bolsas para alunos da primeira metade do curso de Licenciatura desenvolverem projetos em escolas públicas. Diferentemente da Residência Pedagógica, os estudantes são orientados por um professor da escola e por um docente da instituição. “Dessa forma, o Pibid promove a iniciação à docência diretamente no ambiente escolar”, ressaltou Prof. Antonio Carlos. A UNIFIPA foi contemplada com 24 bolsas em cada programa, totalizando 48 bolsas.

Os seminários, dirigidos para gestores, coordenadores, colegiados, colaboradores administrativos, docentes, discentes e membros da sociedade civil e organizada com o objetivo divulgar o processo de gestão da UNIFIPA e o novo sistema de autoavaliação institucional, começaram as 8h30, com coffee break, no Centro Esportivo Prof. Ivo Dall’Aglio, no Câmpus Sede, e foram encerrados pelo reitor Dr. Nelson Jimenes, que prestou homenagem às sete docentes orientadores do curso de mestrado profissional.

Seminário Unifipa

 

 

Comentários