21/11/2018, 08:30

Denise Cursino

Abertura na Cinemateca da 3 edição da Mostra de Cinema Grego

5 - O Preco do Amor 2

Fonte: Maria Helena Antoniadis – A3 Comunicação

Fotos: Divulgação

O clássico “Nunca aos Domingos” e a produção atual “ Domingo Nublado”

Assim como nos demais anos, o evento acontece pela parceria do Consulado Geral da Grécia em São Paulo, a Cinemateca Brasileira, o Greek Film Archive e o Greek Film Centre entre os dias 01 a 11 de novembro, na Cinemateca Brasileira, na Vila Mariana com entrada franca.

A Mostra de Cinema Grego chega a sua terceira edição no Brasil exibindo filmes raros, contemporâneos e clássicos como “Nunca aos Domingos”, de Jules Dassin, que será exibido no último dia do evento em tela externa, dia 12 de novembro às 20h. O filme rodado em 1960 conta a história de um americano que viaja à Grécia e se encanta com a forte personalidade da prostituta e tenta ensiná-la e aproximá-la de uma vida mais civilizada, mas no final é ela quem transmite os ensinamentos mais importantes para ele. A prostituta é representada pela atriz Melina Mercuri, diva do cinema gregos nos anos 60.

O “Domingo Nublado”, um dos destaques da Mostra de Cinema, abrirá o evento no dia 01 de novembro às 21h. É uma produção de 2015 dirigido por Manousos Manousakis, baseado no livro “Ouzeri Tsitsanis”, de Giorgos Sakmpardonis, e tem como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial. A história se desenrola em 1942 e conta o amor entre uma jovem judia e um cristão durante a ocupação da Alemanha em Tessalônica, norte da Grécia.

Outros filmes em destaque que valem ser vistos são Kinetta de Yorgos Lanthimos, uma produção de 2005 é um suspense que envolve uma série de assassinatos cometidos na região de Kineta durante o verão quando recebe turistas de alto poder aquisitivo, mas que no inverno se torna refúgio de trabalhadores estrangeiros. A trama tem como personagens principais um policial, um fotógrafo e uma jovem faxineira do hotel. E no filme O Preço do Amor, de Tonia Marketaki, de 1984, a história se passa na belíssima ilha de Corfu no início do século passado, onde no cenário político e social local da época, surge uma história de amor, traída pelo dinheiro. Uma jovem de origem humilde é abandonada pelo seu amante, pertencente à classe burguesa que não se atreve a confrontar os costumes: casar-se com uma jovem sem dote. A sociedade a marginaliza por ser mãe solteira, mas com o início da revolução industrial, esta jovem consegue um emprego de operária numa fábrica, o que lhe garante uma maneira de sobreviver e manter sua dignidade e sua crença de que o amor não tem preço.

Os apreciadores do cinema europeu poderão assistir ainda vários filmes consagrados da produção grega, ao total onze títulos que apresentam ao público brasileiro uma visão da produção cinematográfica grega.

No último dia da Mostra acontecerá o Dia da Cultura e Gastronomia Grega, a partir das 14h com venda de pratos típicos gregos como o tradicional mussaká e o famoso churrasquinho grego, o gyro, carne bovina, suína ou frango servida em pão pita com tzaziki (molho de iorgute com pepino), doces, bebidas e souvenirs. Neste dia também haverá apresentações de danças folclóricas com intervalos e novas apresentações às 17h e 19h.

Segue a programação:

 01/11

21h Domingo nublado (ABERTURA)

02/11

18h O batalhão dos descalços

20h Kinetta

03/11

17h September

19h Suntan

21h … a caminho do navio

04/11

16h A Pedra sem Sorriso

18h O preço do amor

20h Xenia

08/11

19h Kinetta

21h Praça Amerikis

09/11

19h Domingo Nublado

21h O batalhão dos descalços

10/11

17h O preço do amor

19h … a caminho do navio

21h Xenia

11/11

Dia da Cultura Grega

20h Nunca aos Domingos (TELA EXTERNA)

Serviços:

Terceiro Festival de Cinema Grego

De 01 a 11 de novembro de 2018

Horário: (vide programação)

Local: Cinemateca Brasileira – Largo Sen. Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino, São Paulo – SP

Telefone: 11- 3512-6111

www.cinemateca.gov.br

Entrada Gratuita

Possui ar condicionado e acesso para deficientes.

 

 

Comentários