16/06/2019, 08:53

Denise Cursino

Banda de João Pessoa, Cabruêra, se apresenta esta quinta no Sesc Catanduva

Cabruera_FestMobile2015_RafaelPassos_(40)_1_2019-02-26-18-34-58

Fonte: Bruna de Oliveira Martins – Imprensa SESC Catanduva

Foto: Rafael Passos

Com 20 anos de carreira, a banda de João Pessoa (PB) Cabruêra se apresenta nesta quinta, dia 6, no Sesc Catanduva, pelo projeto Quinta do Sesc. O show, que celebra a trajetória da banda, começa às 20h15 e tem entrada gratuita. A banda mistura rock, baião, ciranda, maracatu com uma pegada pop.

Formada em 1998 por alunos da Universidade Federal da Paraíba, em Campina Grande (PB), a banda reúne quatro músicos com diversas influências, desde o cancioneiro popular da Paraíba, até a música eletrônica e gravou os CDs Cabruêra (2000), Samba da Minha Terra (2004), Sons da Paraíba (2005) e Visagem (2010).

Participou de festivais na Inglaterra, Dinamarca, Itália, República Tcheca, Alemanha, França, Holanda, Bélgica, Suíça e Portugal, e seu segundo álbum foi lançado mundialmente em 2005 pela gravadora alemã Piranha Records. Teve músicas incluídas em mais de 20 coletâneas lançadas no Brasil, Japão, EUA, Portugal, França e Alemanha. Também teve músicas sincronizadas em filmes e documentários no Brasil, EUA e Europa. Em 2002 recebeu o “Kikito de Ouro” no Festival de Cinema de Gramado.

Dos festivais no exterior destacam-se o MIDEM na França, o Roskilde na Dinamarca, a POPKOOM na Alemanha, WOMAD na Itália e o Montreux Jazz Festival na Suíça. No Brasil o grupo tem passagem pelo Abril Pro Rock, Goiânia Noise, Rec Beat, Mada, Calango, Porto Musical, Feira Musica Brasil, Virada Cultural, Conexão Vivo entre diversos outros festivais.

Em 2008 o grupo participou do programa Som Brasil da Rede Globo em homenagem a Luiz Gonzaga e realizou sua décima turnê pela Europa. Atualmente está lançando seu quarto álbum (Visagem) que foi patrocinado através da seleção pública do Programa Petrobras Cultural e produzido pelo percussionista João Parahyba. O álbum está disponível gratuitamente para download no site Overmundo. Recentemente o grupo participou do festival Liverpool Sound City na Inglaterra e assinou a trilha sonora do documentário Utopia e Barbárie do premiado cineasta Sílvio Tendler.

Uma curiosidade da banda é que o músico Arthur (violão e voz do grupo) usa uma caneta pra fazer um som de rabeca no violão. Criaram até um nome, o forró esferográfico.

Confira um pouco do som da banda: https://www.youtube.com/watch?v=hLdw0oFlBaM

Cabruera_FestMobile2015_RafaelPassos_(40)_1_2019-02-26-18-34-58

 

Comentários